O sumô na história dos videogames

há 1 ano

Descubra a longa e discreta trajetória desta tradicional luta japonesa nos videogames.

O sumô é um esporte de luta tradicional originário do Japão e praticado especialmente neste país. Curiosamente, assim como o esporte, os videogames de sumô foram desenvolvidos principalemte, e durante os anos em que não existiam jogos online, no país nipônico. No restante do mundo dos games de luta eram sobre esportes como o boxe, a luta livre ou de rua, e o mais próximo à cultura asiática era o karatê.

O primeiro videogame de luta foi jogado no estilo Arcade e apareceu em 1984. A empresa japonesa Technos Japan Corporation, que já não existe, foi a criadora e distribuidora do jogo chamado Shusse Ōzumō, mas isso aconteceu somente no Japão. Mais tarde, o jogo foi adaptado pela Arcade Archives à plataforma PlayStation 4. O objetivo do jogo, como o do esporte, era o de empurrar o oponente fora do ringue, a diferença é que não se tratava realmente de um campeonato, mas era dividido em três combates e era necessário ganhar pelo menos dois para continuar no jogo.

Como foi um jogo distribuído apenas no Japão, estava disponível apenas em japonês. Inclusive, o título do game também está em japonês e a palavra Ōzumō ou Oozumou significa sumô neste idioma. No entanto em 1985, graças ao computador doméstico de oito bits Commodore 64. Foi possível jogar nos Estados Unidos e na Europa ao jogo Sumo Wrestlers distribuído pela empresa australiana Home Entertainment Suppliers (HES).

Em 1987 a corporação japonese de videogames Tecmo desenvolveu o que seria o primeiro jogo de uma pequena série de videogames com o sumô como tema; o Tsuppari Ōzumō. Este jogo foi criado para o console de oito bits Nintendo Entertainment System (NES) e, novamente foi distribuído apenas em seu país de origem. Em 2007 o jogo foi colocado à disposição dos usuários para Wii no Console Virtual da Nintendo; um serviço de download de videogames clássicos para vídeo consoles modernos Wii, Nintendo 3DS e Wii U.

Desde 2014 está disponível também para Wii U. Em 2009 chegou aos Estados Unidos com o nome de Tsuppari Ōzumō Wii Heya - Eat! Fat! Fight! Para Wii. Em Tsuppari Ōzumō o jogador pode criar seu próprio lutador sumô para treiná-lo e competir em diferentes torneios com o objetivo de conseguir o título de Yokozuna, nível mais alto que pode alcançar um lutador de sumô.

A Nintendo lançou vários outros jogos de console NES e em 1992, dois anos depois do lançamento do bem sucedido e famoso Super Nintendo, divulgou o jogo Ōzumō Tamashi para este último console distribuído por Takari. Uma vez mais, este jogo foi distribuído no Japão, mas nesta mesma época, em 1993, Sumo Fighter foi lançado nos Estados Unidos para Game Boy, desenvolvido pela japonesa Kindle Imagine Develop (KID) e publicado por I’Max da mesma nacionalidade. No Japão ele havia saído dois anos antes, em 1991.

Além disso, a história deste jogo ia mais além dos clássicos combates para ganhar um campeonato. O personagem principal: Bon-chan (Bontaro Heiseiyama em sua versão nipônica), vai a Kyoto para salvar a Kayo e durante a viagem vai ganhando experiência e crescendo como lutador sumô, através do combate com obstáculos encontrados e captura de power-ups.

Muito além do NES, a Super Nintendo e a Game Boy, a Nintendo lançou o jogo 64 Ōzumō em 1997 e sua sequência e, 1999 para Nintendo 64. Este jogo simulava vários aspectos da vida de um lutador de sumô, incluindo dieta e treinamento, mas foi conhecido apenas no Japão.

Além das plataformas da Nintendo, houveram jogo de sumô para os consoles SEGA e PlayStation. Em 1993 se transformou em um jogo da série de anime Aah! Harimanada que tinha sido inspirada pelo manga de Kei Sadayasu de 1991 do mesmo nome. O vídeo game foi desenvolvido e lançado pela SEGA para seu console Sega Game Gear e mais tarde para Sega Mega Drive. PlayStation se uniu aos jogos de luta característica no Japão a partir de 2000 quando foi lançado no país nipônico o jogo chamado Nippon Sumō Kyōkai distribuido pela Konami e para o PlayStation 1, e mais tarde ele foi adaptado para PlayStation 2. Um ano depois também o esporte também foi integrado em sua série de videogames Simple 1500 Series Vol. 58: The Sumo.

Por último, mas não menos importante, neste ano de 2015 Spritted lançou sua peculiar e divertida versão deste esporte centenário.Wrestle Jump: Sumo Fever coloca à prova suas habilidades como lutador sumô e homenageia a longa, mesmo que discreta, trajetória dos videogames de sumô.

Artigo escrito por Paula Gil Alonso.

Comentários

O que você acha deste jogo? Você é o melhor?